Pesquisar
Close this search box.

Baixe o App

Blink Pet’s explica: petiscos podem fazer mal a cães?

Quem é que não gosta de comer uma guloseima de vez em quando? É tão bom poder sair da rotina e se deliciar com aquela coisinha que a gente tanto ama e sabe que vai aquecer não só nosso estômago, mas também o coração. Pois é, agora imagine a situação de seu cãozinho que, se não for por você, ficará só na ração mesmo. Petiscos para cachorro são perfeitos para contornar essa situação, tirando seu amigão da rotina e apresentando a ele diferentes formas, texturas e sabores deliciosos.

O que todos os petiscos têm em comum quando oferecidos é a capacidade de agradar e despertar a alegria canina, já que os animais também percebem todo seu amor e vontade de agradar com uma coisinha diferente.

Tutor também tem medo de engordar o lindinho oferecendo agrados além da ração, mas fique tranquilo! Existe uma quantidade de petisco para cachorro exata a ser ingerida diariamente que não atrapalha a nutrição correta do cão, variando conforme seu porte e o tipo de petisco.

Lembrando que petiscos não substituem a ração! É preciso que o cachorro receba a quantidade de nutrientes necessária ao seu bem-estar e saúde por meio de uma alimentação completa. Petiscos funcionam somente como um agrado especial, agregado à ração para tirar os pets da rotina.

Além da ração, os cachorros podem comer petisco, desde que sejam desenvolvidos especificamente para consumo deles e que seja fornecido na quantidade diária ideal. Lembre-se de que para garantir uma alimentação saudável ao seu animal de estimação, é importante oferecer apenas alimentos balanceados e desenvolvidos com ingredientes específicos para ele.

A veterinária Stefanie Nantes conversou com a Jessi no Viva + e tirou algumas dúvidas sobre petiscos. Se você ainda tem algum questionamento sobre o que dar para seu cachorro confira o vídeo:

#blinknews #blink102fm #campão #campograndems #radioblink #conteudoblink #blinkmultiplataforma #blinkplataforma360