Pesquisar
Close this search box.

Baixe o App

Cachorro também sonha? Saiba o que fazer em casos de pesadelo

Assim como os seres humanos, seu pet também relembra momentos do dia a dia enquanto dorme. Patinhas agitadas, orelhas inquietas e movimentos com o focinho são alguns dos fatores que indicam que seu cãozinho está sonhando e pode até mesmo ter pesadelos. Vamos entender um pouquinho mais!

O sono canino é parecido com o nosso por ser dividido em duas fases:

  • NREM (Movimento lento dos olhos): é dividido em quatro estágios e é um momento em que os cães estão adormecidos, mas geralmente não sonham. Só que ao contrário dos humanos, a fase NREM dos cães não dura muito tempo. Na quarta fase, é possível ver o cachorro sonhando antes de entrar no estágio REM.
  • REM (Movimento rápido dos olhos): momento de sono mais profundo em que o cachorro sonha quando dorme. Essa fase dura mais tempo nos cães e permanece por boa parte da soneca. Nessas horas, um pesadelo pode acontecer.

Caso seu pet esteja tento um sonho ruim, é normal que ele reaja a isso, assim como os humanos que choram ou gritam até acordar, os doguinhos acabam emitindo sons altos, rosnado, a respiração fica ofegante, e fazem muitos movimentos das patas, esses são sinais de pesadelo canino.

Quando o cão está em um sono tranquilo ele deita de lado com as quatro patas esticadas. Dormir de lado ou de barriga para cima indica segurança. Já um cão encolhido ou com a barriga para baixo e patas indicadas, pode estar com frio ou inseguro. A maioria dos pesadelos acontecem nessas posições.

Um cão com histórico de traumas, depressão ou ansiedade canina, pode ter pesadelos com mais facilidade. Para amenizar isso, o ideal é tratar a depressão ou ansiedade canina. Em caso de cães com histórico de traumas, criar uma nova rotina repleta de carinho e brincadeiras, mostrando que agora ele está em um ambiente seguro, é uma forma de trazer novas experiências para o cão sonhar.

Como acordar meu pet de um pesadelo?

A melhor forma de acordar um cão nessa situação é chamá-lo várias vezes, em um tom de voz calmo para não assustá-lo. Em hipótese alguma faça carinho nele, o toque pode assustar o cão, que vai reagir com um ataque.

E para evitar que ele tenha pesadelos, o dia a dia do cão deve ser tranquilo e repleto de muitas brincadeiras, carinho e lazer com passeios, incluindo a socialização com outros cães. Manter a qualidade de vida do cachorro vai impactar nos sonhos dele.

#blinknews #blink102fm #campão #campograndems #radioblink #conteudoblink #blinkmultiplataforma #blinkplataforma360