Pesquisar
Close this search box.

Baixe o App

Cães robôs patrulham o Rock in Rio. O futuro está aqui e é assustador!

O Rock in Rio 2022 causou um alvoroço nas redes sociais por conta de sua equipe de segurança incomum. O festival começou a usar cães robôs para patrulharem o local e barrarem intrusos, mas o equipamento não passou despercebido.

O modelo consiste em uma caixa onde há uma câmera acoplada, que envia informações para o centro de controle operacional do evento. Foi desenvolvido pela Segurpro, responsável pela segurança do Rock in Rio desde 2011. Como tem sensor de presença e consegue passar por espaços baixos e pequenos, o intuito é usá-lo em locais de difícil acesso para uma pessoa. No Rock in Rio, está sendo utilizado para uma varredura no entorno, pois há muitas tentativas de invasão pela Lagoa de Jacarepaguá, que circunda parte da Cidade do Rock.

Na sexta-feira (02) os robôs amarelos com aparência “animalesca” começaram sua patrulha entre os palcos. Muitos estão temendo a “revolta das máquinas” enquanto outros estão comparando o aparato como o episódio “Metalhead” da série Black Mirror. O show retratou um futuro distópico em que cães robôs de segurança se revoltam contra humanidade e os atacam.

Mas não é só o Rock in Rio que está usando essa tecnologia, empresas como Vale e Petrobrás compraram os robôs da marca PUR com a empresa suíça ANYBotics. “Entre seus principais benefícios estão a segurança, já que é uma ferramenta que evita que o colaborador se arrisque ao deslocar-se até áreas instáveis ou com alto nível de periculosidade; e os dados precisos, que apoiarão na análise mais assertiva e na tomada de decisão”, explica Franklin Aguiar, diretor da PUR.

blinknews #blink102fm #campão #campograndems #radioblink #conteudoblink #blinkmultiplataforma #blinkplataforma360