Pesquisar
Close this search box.

Baixe o App

Como a micoplasmose felina pode afetar seu gato

Conhecida como doença da pulga do gato, é causada pela picada de carrapatos ou pulgas infectados por bactérias micoplasmas

É importante ficar atento a qualquer sinais de que nossos bichinhos não estão bem. Para evitar a micoplasmose felina, ou como é conhecida, a doença da pulga do gato, alguns cuidados podem ser tomados. Mas primeiro vamos entender o que é esta doença!

O que é micoplasmose felina? 

É uma doença causada pela picada de carrapatos ou pulgas infectados por bactérias do gênero Mycoplasma. Em alguns casos, essa enfermidade não apresenta sintomas, mas em gatos com imunidade baixa, pode apresentar sinais mais graves levando a anemia e até a morte. 

Quando entra no organismo do gato, a bactéria ataca os glóbulos vermelhos (hemácias), o que poderá causar anemia e/ ou outras complicações. .

Sintomas da micoplasmose felina:

Os sintomas e a gravidade podem variar de gato para gato. Alguns podem não apresentar nenhum sinal enquanto outros podem ter febre, apatia, depressão, fraqueza, mucosas ictéricas (amarelas), perda de peso, dores articulares e até anemia.

Geralmente, os felinos que mais sentem os sintomas são os que possuem imunidade baixa.

Como ocorre o contágio? 

A bactéria Mycoplasma, que pode entrar no organismo do pet por meio da picada de pulgas e carrapatos infectados. 

Há outras formas, menos comuns, do bichano se infectar, como por meio brigas com um gato infectado. Além disso, pulgas que picarem felinos com a doença poderão se contaminar com a bactéria e se tornarem transmissoras

Como é feito o diagnóstico? 

Caso seu pet esteja com um dos sintomas da micoplasmose felina, é necessário ir ao médico-veterinário para realizar exames que analisem se o pet está ou não infectado.

diagnóstico da doença é feito com exames de hemograma e esfregaço sanguíneo por meio da técnica molecular de PCR.

Como tratar a micoplasmose em felinos? 

O tratamento é feito principalmente por meio da administração de antibióticos específicos para a doença e outros remédios que visem diminuir as bactérias e os sintomas da doença. Dependendo da gravidade do caso, é possível que o gato precise passar por uma transfusão de sangue. Se não for tratada o quanto antes, essa enfermidade pode se agravar, podendo levar o felino a óbito

Como prevenir a micoplasmose em gatos? 

Para prevenir a micoplasmose e outras doenças é importante manter o pet sempre protegido de parasitas, por isso, a aplicação regular de antipulgas e carrapatos é essencial.

Não esqueça de oferecer rações de qualidade e exercícios regulares para o bichano ter sempre uma saúde forte e uma boa imunidade. 

É importante sempre deixar o pet sem acesso à rua. Isso, além de prevenir contato com parasitas, evita brigas com gatos infectados com a micoplasmose e outras doenças.

Além de claro, manter a vacinação completa dos felinos e levar o gato para consultas regulares no médico-veterinário.

#blinknews #blink102fm #campão #campograndems #radioblink #conteudoblink #blinkmultiplataforma #blinkplataforma360