Pesquisar
Close this search box.

Baixe o App

Como manter a boa vizinhança

Manter uma boa convivência com os vizinhos pode ser desafiador, mas é possível. Afinal, é uma condição fundamental para viver em comunidade.

Hoje (21) no Café com Blink foi abordado o seguinte questionamento: você já teve problema com vizinho? O que fazer para minimizar os atritos? 

A maioria dos ouvintes responderam que sim, e os problemas são sempre os que a gente já conhece. Barulhos excessivos ao longo de todo o dia, lixo e sujeira dos pets na calçada e a falta de respeito e empatia. 

Mas por que isso ocorre? O psicanalista Eduardo Pelliccioli explica o motivo.

A questão é: como alcançar esse equilíbrio com os vizinhos? Vamos listar algumas dicas para manter a harmonia. 

1. Familiarize-se e respeite as regulamentações da comunidade em que reside. Estar ciente das normas é essencial para prevenir conflitos.

 Informe-se sobre os regulamentos, como o controle de ruídos e os horários designados para o uso de áreas comuns, especialmente em condomínios ou em comunidades fechadas.

Evite fumar em espaços internos e mantenha as áreas limpas, além de:

– Descartar o lixo corretamente, evitando jogá-lo no chão.

– Reduzir o ruído excessivo ao longo do dia.

– Não jogar lixo na calçada em dias sem coleta.

– Informar-se sobre os horários permitidos para mudanças, reformas e outras atividades.

2. Preserve as áreas compartilhadas, que são de responsabilidade coletiva. Manter esses espaços limpos e bem cuidados é essencial. 

É importante ter cuidado especial com as crianças, que podem não compreender completamente as regras.

Além disso, é recomendável:

– Demonstrar respeito e educação

– Respeitar as restrições de estacionamento.

– Promover o compartilhamento das áreas comuns e ensinar esse comportamento às crianças.

– Limpar as áreas após o uso, como churrasqueiras e piscinas.

3. Evitar gerar ruídos excessivos, demonstrando bom senso em todas as horas do dia. Isso inclui evitar atividades que perturbem os vizinhos, como festas barulhentas, música alta e obras.

4. Ter paciência, reconhecendo que, em algum momento, tanto você quanto seus vizinhos podem causar inconvenientes. A paciência ajuda a evitar conflitos, permitindo uma resolução mais tranquila das situações.

5. Conhecer os vizinhos e cultivar amizades pode contribuir para uma vizinhança harmoniosa, cumprimentando e sendo prestativo.

6. Priorizar a resolução de conflitos de forma amigável, buscando o diálogo e evitando confrontos desnecessários.

7. Participar de atividades e reuniões comunitárias pode fortalecer os laços entre os moradores, promovendo uma melhor compreensão das necessidades e preocupações de todos.

8. Praticar a solidariedade ao oferecer ajuda aos vizinhos quando necessário, cultivando um ambiente de apoio mútuo.

9. Gerenciar o lixo de maneira responsável, seguindo as diretrizes estabelecidas pela comunidade e adotando práticas ambientalmente conscientes.

Seguindo essas diretrizes, é possível construir e manter uma boa vizinhança.