Pesquisar
Close this search box.

Baixe o App

Procrastinar: o que é e como parar definitivamente?

Procrastinação

Como superar a procrastinação

Todos nós, em algum momento, já experimentamos a procrastinação. É aquele momento em que, em vez de começar a lavar a louça, preferimos nos acomodar no sofá para assistir a um episódio da nossa série favorita ou passar alguns minutos mexendo no celular. O que era para ser apenas um breve intervalo se transforma em horas, e, quando percebemos, deixamos todas as tarefas se acumularem, gerando frustração.

É comum que as pessoas prefiram atividades mais divertidas do que aquelas que exigem mais esforço ou que são menos estimulantes. No entanto, se a procrastinação está se tornando um problema e afetando sua produtividade, é hora de investigar o que está causando esse comportamento e encontrar maneiras de superá-lo.

Entender o que é a procrastinação e aprender a vencê-la pode ser fundamental para retomar o controle sobre suas tarefas. Continue lendo para descobrir mais sobre esse fenômeno e aprender estratégias eficazes para combatê-lo.

O que é Procrastinação?

A palavra “procrastinar” vem do latim “procrastinatus” e significa “à frente de amanhã”. Procrastinar é adiar uma tarefa que precisa ser feita em favor de outras atividades mais fáceis ou satisfatórias. Em outras palavras, é o ato de “deixar para amanhã o que pode ser feito hoje”. Esse comportamento se manifesta quando evitamos realizar tarefas prioritárias em favor de outras mais agradáveis ou menos exigentes.

Embora seja natural adiar ocasionalmente algumas tarefas em favor de atividades mais prazerosas, a procrastinação frequente pode se tornar um problema e prejudicar nossa produtividade.

Principais Causas da Procrastinação

A procrastinação é um fenômeno complexo que pode ter diversas causas, indo além da simples preguiça. Entender essas causas pode nos ajudar a enfrentar esse comportamento de maneira mais eficaz.

Causas Físicas

Alterações no cérebro, especialmente no córtex pré-frontal, podem dificultar a concentração e a realização de tarefas. Pessoas com lesões ou disfunções nessa região podem ter mais dificuldade em se concentrar e se distrair facilmente com estímulos externos.

Causas Psicológicas

A procrastinação também pode estar relacionada a transtornos mentais, como ansiedade e baixa autoestima. Pessoas ansiosas tendem a ser perfeccionistas e podem evitar ou adiar tarefas para evitar erros e frustrações. Da mesma forma, aqueles com baixa autoestima podem evitar tarefas que possam expô-los à avaliação ou reprovação.

A Relação da Dopamina com a Procrastinação

A dopamina, um neurotransmissor associado ao prazer e à recompensa, desempenha um papel importante na procrastinação. Atividades que oferecem gratificação imediata, liberando grandes quantidades de dopamina, tendem a ser preferidas em relação a tarefas que oferecem recompensas mais tardias e exigem mais esforço.

Essa busca por recompensas imediatas pode levar à procrastinação, já que tendemos a adiar tarefas mais desafiadoras em favor daquelas que nos proporcionam prazer instantâneo.

Tipos de Procrastinação

A procrastinação pode se manifestar de diferentes formas em cada pessoa. Vejamos alguns tipos comuns:

  • O tipo que faz listas: Cria listas extensas de tarefas, mas tem dificuldade em priorizá-las e concluí-las.
  • O tipo que tem coisas para fazer e dorme: Prefere dormir a enfrentar tarefas desagradáveis, mas acaba se sentindo mais estressado quando acorda e percebe que está atrasado.
  • O tipo que deixa para amanhã: Adia todas as tarefas, sempre pensando que pode fazer tudo no dia seguinte, o que resulta em acumulação de trabalho e estresse.
  • O tipo que troca dever por fazer: Prefere realizar atividades prazerosas e imediatas, como usar redes sociais ou assistir vídeos, em vez de enfrentar tarefas mais desafiadoras.

Como Diminuir a Procrastinação?

Felizmente, existem estratégias que podem ajudar a reduzir a procrastinação e aumentar a produtividade:

  • Aprenda a gerenciar suas emoções: Desenvolva inteligência emocional para lidar com sentimentos como tristeza, raiva e falta de inspiração de forma mais produtiva.
  • Identifique a causa do problema: Identifique quais são os fatores que causam distração e tente evitá-los. Se necessário, busque ajuda profissional para lidar com questões como ansiedade e baixa autoestima.
  • Crie senso de continuidade: Pense nas consequências de adiar tarefas e no impacto que elas terão no seu futuro. Isso pode ajudar a motivá-lo a agir no presente.
  • Identifique os benefícios da tarefa realizada: Lembre-se da satisfação pessoal que sentirá ao concluir uma tarefa desafiadora. Isso pode aumentar sua motivação para agir.
  • Faça planejamento das atividades: Planeje suas tarefas de acordo com seu tempo e estabeleça objetivos realistas. Priorize as tarefas mais importantes e divida-as em etapas menores.
  • Normalize os erros: Aceite que é natural cometer erros e que isso faz parte do processo de aprendizado. Não deixe o medo de falhar impedir você de agir.
  • Dê pequenos passos: Divida suas tarefas em etapas menores e concentre-se em uma coisa de cada vez. Isso pode tornar as tarefas mais gerenciáveis e reduzir a sensação de sobrecarga.
  • Crie consequências caso aconteça a procrastinação: Estabeleça recompensas para tarefas concluídas e consequências para tarefas não realizadas. Isso pode ajudar a reforçar comportamentos produtivos e desencorajar a procrastinação.

Seguir essas dicas pode ajudar a reduzir a procrastinação e aumentar sua produtividade. Lembre-se de que superar a procrastinação requer prática e perseverança, mas os benefícios