Pesquisar
Close this search box.

Baixe o App

Transplante duplo de pulmão salva duas pessoas com câncer em estágio avançado

Médicos conseguiram salvar dois pacientes com câncer avançado de pulmão aplicando a nova técnica de transplante duplo de pulmão

O caso  foi tratado pela Northwestern Medicine, um sistema de saúde sem fins lucrativos filiado à Universidade de Northwestern, em Chicago, Estados Unidos.  Albert Khoury, de 54 anos, começou a sentir dores nas costas, espirros e calafrios, além de tossir sangue. Foi perto do início da pandemia de Covid-19, então, a princípio, que ele pensou que tinha sintomas relacionados ao coronavírus.

Khoury foi diagnosticado com câncer de pulmão em estágio 1 logo depois. Por causa da pandemia, ele não iniciou o tratamento até julho de 2020. Com isso, o câncer havia avançado para o estágio 2 e continuava crescendo, chegando ao estágio 4.

Tannaz Ameli, uma enfermeira aposentada de Minneapolis, teve uma tosse persistente por vários meses. Seus médicos fizeram uma radiografia de tórax e a diagnosticaram com pneumonia. A doença durou até que ela foi informada de que tinha câncer de pulmão em estágio IV em janeiro de 2022.

Transplantes de pulmão duplo para câncer são raros devido à preocupação de que o câncer possa voltar. Historicamente, a cirurgia exigia transplantes sequenciais, mas buscando procurando alterar a abordagem para diminuir o risco de recorrência, a equipe do Northwestern, chefiada pelo Dr. Ankit Bharat, adotaram uma abordagem diferente com Khoury e Ameli: eles abriram a cavidade torácica e fizeram um desvio completo do coração e do pulmão.

Os cirurgiões deram colares de amizade em forma de pulmão a Khoury e Ameli na quarta-feira para marcar seu sucesso da cirurgia.

#blinknews #blink102fm #campão #campograndems #radioblink #conteudoblink #blinkmultiplataforma #blinkplataforma360